Religiosos suplicam orações até tomada de posse do novo Governo

Os líderes das congregações religiosas sediadas no município fronteiriço dos Bundas, província do Moxico, suplicaram hoje (quinta-feira) aos crentes para intensificarem orações, em apoio as eleições de 23 de Agosto, até a tomada de posse do novo governo.

Religiosos

Religiosos

Em declarações à Angop, a propósito dos resultados provisórios definitivos recentemente divulgados pela Comissão Nacional Eleitora (CNE), o pastor da União das Igrejas Evangélicas em Angola, Tito Muata, disse que é dever da igreja dedicar todos os momentos à face de Deus, para que tudo ocorra num clima de paz.

 

Para o pastor da Igreja Evangélica Sinodal em Angola, João Pena votar, é um acto bíblico e, tal como no passado, deve ser feito na paz e concórdia, sem pressão de terceiros, argumentando que como Nação que pretende crescer, Angola deve dedicar todas suas realizações a Deus para que não haja conflitos.

 

Por seu turno, o crente da Igreja Católica, João Telo acredita que as contínuas orações farão com que tudo decorra na paz até a tomada de posse do novo governo, evitando desta forma um mal-estar entre os angolanos.

 

O município dos Bundas conta com mais de cinquenta igrejas entre cristãs e espirituais.

 

De acordo com os resultados provisórios definitivos divulgados pela CNE, o MPLA vence as eleições gerais de 23 de Agosto com 61,10%, seguido da UNITA- 26,71%, CASA-CE-9,46%, PRS-1,33%, FNLA-0,90% e APN-0,49%.

 

 

 

Angop